Romance In Portuguese

Read e-book online ANA TERRA: DE SEM TERRA A MODELO INTERNACIONAL (Portuguese PDF

By CARLOS AUGUSTO PRATES DE MENEZES

Página 01

ANA TERRA. de sem – terra a modelo internacional

CARLOS AUGUSTO PRATES DE MENEZES
DIREITOS RESERVADOS ( PROIBIDA REPRODUÇÃO)
Essa é uma história fictícia, nome e pessoas aqui citadas são partes da imaginação do autor.

INTRODUÇÃO:
A reforma agrária no Brasil teve seus heróis e vilões mergulhando no mundo da imaginação vamos acompanhar a história de Ana terra, uma menina moça que lutou bravamente pelo direito de sua família ter como sobreviver produzindo seu próprio sustento.
Este é mais um romance a luz dos problemas e realidades sociais.

A aventura.
Sentada na sacada de seu apartamento thirteenº andar, de frente para praia de Copacabana, vendo a beleza do mar.
Ana faz um exame psychological da sua vida a difícil trajetória para chegar ali.
Aos 14 anos de idade menina moça, magrela medindo 1,74 de altura loira e com 60 kg , olhos azuis, sorriso simpático, tornou se integrante do movimento dos sem- terra,
Página 02
acompanhando seus pais na luta por um pedaço de chão, onde viveriam e produziriam seu próprio sustento.
Tudo começou quando seu pai foi convidado a liderar um grupo de sem terras, em março de 1995, eles não sabiam a guerra que enfrentariam para obter justiça e preservar seus direitos.
Ela muito estudiosa terminando o ensino médio, tornou - se uma espécie de secretária ajudando redigir atas de todos os movimentos e reuniões do grupo.
Na cidade parava com sua avó materna dona Eleonor, num casebre simples mas bem cuidado.
No acampamento dividia a barraca de lonas pretas que period moradia de seus pais.
Entre as atividades desenvolvidas por ela havia também a de dar aulas as crianças do acampamento por essa razão se tornou a professora Aninha.
Num desses dias de aula notou que Lili uma menina de eight anos estava estranha meio que se escondendo chorosa, e ela sempre fora muito alegre, o que estaria acontecendo?
Deixou a lição no quadro e pegou Lili pela mão dizendo venha ao banheiro comigo.
Nas latrinas improvisadas longe do acampamento, longe de olhos e ouvidos indiscretos, Ana pode conversar com sua aluna
Página 03
sem ser perturbada, começou dizendo:
- Lili você pode confiar na professora o que está acontecendo, vejo você triste e assustada.
A menina começou chorar e disse:
- ecu estou com medo, mas ninguém pode me ajudar.
- Me conte primeiro porquê e de quem você está com medo.
- Tenho medo do Bruxo Mefisto se ecu não fizer umas coisas com meu tio ele vai me pegar e fazer sopa no seu caldeirão e matar meus pais.
Ana começou a entender o problema, sua aluna estava sendo pressionada assustada e sofrendo abuso de ordem sexual pelo jeito.
- Minha querida ecu vou ajudar mas me conta direito essa história como começou.
- Um dia tive um sonho e contei para mamãe e meu tio Felix estava junto, sonhei com um bruxo muito mau que pegava crianças e cozinhava num caldeirão, Mamãe disse que period só um sonho ruim.
Mas meu tio me disse que period preciso fazer uns trabalhos mágicos para afastar esse bruxo que é Mefisto filho de Belzebu, e que ele mata os pais e cozinha as crianças.
Daí ele me levou para o mato, para fazer esses trabalhos mágicos que afastam o bruxo e protegem minha casa.
Página 04
No começo dos trabalhos ecu tinha que ficar de calcinha fazer posses para foto e tomar banho no riacho enquanto ele filmava.
Outro dia ele disse que seria um trabalho mais strong point levou cachorros e me tirou toda a roupa passou um caldo de carne me deitou num tapete e os cachorros me lambiam enquanto ele fazia fotos, depois tomei banho no riacho e viemos embora.
Mas ontem de tardinha foi muito ruim mesmo, ele repetiu umas palavras diferentes e me mandou lamber o pirulito dele, foi muito nojento european não queria, mas ele me disse que se não fizesse e ficasse quietinha minha mãe seria morta pelo bruxo essa noite, então ecu fiz.
Ana ouviu o relato da menina estarrecida, então a abraçou e disse:
- european vou te ajudar como prometi, mas agora enxugue as lágrimas e vamos voltar para aula,

Show description

Read Online or Download ANA TERRA: DE SEM TERRA A MODELO INTERNACIONAL (Portuguese Edition) PDF

Similar romance in portuguese books

Read e-book online Os Antiquários (Portuguese Edition) PDF

Uma reinvenção inteligente e literária do mito dos vampiros. Os antiquários vivem escondidos, sempre rodeados por objetos do passado, em velhas livrarias ou lojas de antiguidades. Não suportam as mudanças nem o presente, são colecionadores. Têm a capacidade de evocar nos outros o rosto ou os gestos de pessoas que morreram.

Download e-book for kindle: Ser alcaide não era mester fácil (Portuguese Edition) by António Franco

Romance histórico sobre a vida do Alcaide de Faria, herói da História de Portugal, partindo de uma base histórica, num emaranhado de ação, amor e mistério.

Diário dos Infiéis (Portuguese Edition) - download pdf or read online

Nunca fica tudo dito sobre o amor que acaba. Quatro casais, oito personagens e a pergunta que nos assalta quando percebemos o fim: ainda me amas? Não sabem o que os faria felizes, nem se lembram do dia em que sentiram o peso da solidão, em que se amaram ou se desejaram. Hoje, não se reconhecem, não têm coragem para mudar de vida, para assumir o fim e procurar noutro amor o caminho de volta para o compromisso maior: ser feliz.

Download e-book for iPad: Cei doi milionari (Portuguese Edition) by Amy Lee

Neste romance agridoce sobre amor, vida e segundas percentages; Karen é casada com o amor de sua vida, Charles. Ela sentiu que esperara toda a vida para encontrar a felicidade apaixonada e que ele é sua alma gêmea e que ela tem sorte de amor. Charles é filantropo maduro, amável e amoroso e milionário. Em um giro merciless e inesperado do destino, Charles torna-se fatalmente doente e morre, deixando Karen bem financeiramente, mas uma jovem viúva com um coração partido.

Extra resources for ANA TERRA: DE SEM TERRA A MODELO INTERNACIONAL (Portuguese Edition)

Example text

Download PDF sample

ANA TERRA: DE SEM TERRA A MODELO INTERNACIONAL (Portuguese Edition) by CARLOS AUGUSTO PRATES DE MENEZES


by William
4.2

Rated 4.19 of 5 – based on 45 votes